sexta-feira, 8 de junho de 2012

VOLTINHA NO FERIADO

Hoje convidaram-me para ir pedalar para os lados da Fundada e Lavadouro.




Sai de casa e fui chamar o Mário e fomos ter á Carvalha.




Tomamos café e esperamos por alguns colegas que estavam atrasados, com a malta reunida era hora de nos fazermos ao caminho.




O pessoal de hoje eram o Mário, Luís Carlos, Paulo Cardoso, Pedro Crispim e eu mesmo.




Saímos da Carvalha pela ponte romana e subimos até á Junceira e logo de seguida chegamos á Cumeada.







Na Cumeada entramos na terra e lá fomos pedalando e passamos perto da Rebaixia e mais um pouco passamos Castanheiro Grande.



No Castanheiro Grande apanhamos uma boa descida até chegar á Ponte do Charco, uma ponte romana que era antigamente a passagem do concelho da Sertã para o concelho de Vila de Rei.





Depois de passarmos a ponte o Luís Carlos viu que o pneu de trás estava a perder a borracha mas mesmo assim continuamos.





Como tínhamos descido muito agora era hora de subirmos muito, e apanhamos uma boa subida até chegar ao Monte Novo.





Ao chegarmos ao Monte Novo andamos ali por uns carreirinhos que foram dar a uma fonte no meio de uma horta.

Lá seguimos e passamos Várzea Ferreira, Lagoa Cimeira, Fouto e um pouco mais á frente chegamos á Fundada onde paramos no café para beber e comer alguma coisa.





Entretanto vieram trazer um pneu novo ao Luís Carlos, porque o dele já não aguentava muito mais.





Com o problema resolvido lá seguimos e saímos da Fundada subindo um pouco para logo descer para a Ponte das Cortelhas.





Depois da Ponte das Cortelhas seguimos com as nossas pedaladas subindo uma boa subida e passamos perto do Aivado e um pouco mais chegamos ao Lavadouro.





No Lavadouro eu como tinha compromissos familiares segui o meu caminho e voltei para a Sertã, o resto da malta continuou a sua voltinha.




Eu apanhei o alcatrão até ao alto de Vila de Rei e segui para a Sertã sem que pelo caminho ainda andei a experimentar uns caminhos novos.




Lá fui indo e cheguei á barragem da Isna, e logo de seguida estava uma subida á minha espera onde passei Chão da Telha ao lado da Bernardia e um pouco mais passei Cumeada, e segui com as minhas pedaladas até chegar a casa.




E assim foi mais uma voltinha com o lema PEDALAR PARA DESCONTRAIR.






1 comentário:

  1. Muito bom....um dia destes tenho k vos fazer companhia...
    João Paulo

    ResponderEliminar