domingo, 3 de julho de 2016

PELA SERRA DE SICÓ

Hoje fui dar umas pedaladas na minha fininha lá para os lados da bonita Serra de Sicó, e hoje tive a companhia do Zé Almeida.

Tudo preparado e fui até Pedrogão Pequeno apanhar o Zé Almeida, há hora combinada lá estava ele preparado para seguir para mais umas pedaladas.


Seguimos até Avelar de onde íamos dar inicio á voltinha, estacionei a viatura ao pé das bombas mesmo ao lado do IC 8, preparamos as bikes e lá fomos pedalar.


Saímos de Avelar passamos por cima do IC 8 e seguimos em direção do Pontão, a manhã já estava quente, o dia ia aquecer tínhamos que beber muita água.

Descontraídos lá fomos pedalando e passando Alqueidão, Casal de São Braz, Casal Viegas e Ansião, passamos a vila ainda com  pouco movimento.


Saímos de Ansião pela estrada antiga ao lado do Rio Nabão, uma bela estradinha sempre ao lado do rio, passamos Nogueiros, Marquinho, Mogadouro, Mogadouro de Cima, Lapa e Lagoas Cimeiras.
Seguimos um pouco no IC 8 para uns metros mais á frente cortarmos á direita para os Ramalhais, depois dos Ramalhais encontramos a primeira dificuldade do dia.


Lá fomos subida fora sempre  com os olhos na bela Serra de Sicó, aqueles vales todos verdinhos dão-lhe uma paisagem espetacular.


Já no alto seguimos pela Eireiras, descemos depois um pouco até Pousadas Vedras, no meio da aldeia cortamos á direita e por uma bela subida chegamos ao Sabugueiro.

Uma subida curta mas das boas, deu bem para suar, lá fomos depois até perto do Poço dos Cães, cortamos á esquerda para Malavenda e Cabeça da Corte.


Passada a Cabeça da Corte deliciamo-nos com uma valente descida até Estrada de Anços, uma bela descida bem inclinada, ficou a promessa de arranjar outra voltinha por aquele lados e subir por ali, vai ser das boas....


Depois da Estrada de Anços passamos Arrancada, Anços, Caruncho, Redinha, Galiana e Montais.


Direita com eles e mais uma subida pela frente, fomos passando Agudos, Baixos, Casais de São Jorge e Degracias.


Aqui fizemos uma paragem para comer alguma coisa, paramos no Restaurante Cruzeiro da Serra onde já tínhamos parado numa outra voltinha.


Pedimos uma sandes de queijo caseiro, a senhora muito simpática arranjou duas para cada um, disse com as bolinhas eram pequenas era melhor comer duas, acompanhadas de uma bebida fresca caíram que nem ginjas, mesmo á maneira.



Barriguinha atestada era hora de seguir viagem, seguimos até perto de das malhadas e cortamos á esquerda para Cotas, uma bonita estradinha estreitinha por entre muros em pedra ali da serra, uma maravilha.


Fomos até ao Pombalinho e descemos para o Casal e Rabaçal, seguimos em frente até ao Zambujal, aqui mais uma vez cortamos á esquerda e seguimos por mais uma bela subida.



Uma subida valente até á Serra de Janeanes, passada a subida descemos para Casmilo, Furadouro, Arrifana e Salgueiro.
Continuamos por uma estradinha estreitinha até Condeixa a Velha e Conimbriga, um pouco mais á frente entramos no I C 3.


Sempre a boa velocidade lá fomos passando Alfafar, Camarinha, Lagar da Chainça, Santo Amaro e Penela.



O calor já estava a apertar, as sombras já sabiam bem, descemos Penela até á Ponte do Espinhal, seguimos depois por Rosas, Senhora da Glória, Pastor, Casais da Cabra, São Simão, Ferrarias e Venda dos Moinhos.


Um pouco mais á frente cortamos á esquerda para Venda das Figueiras, para terminar subimos um pouco até ao centro de Avelar onde paramos na Pastelaria Rocha para beber uma aguinha fresca.



Mais refrescados fomos até á carrinha, arrumamos as bikes e regressamos satisfeitos com mais umas belas pedaladas pela bonita Serra de Sicó.



Deixei o Zé Almeida em Pedrogão Pequeno e segui até á Sertã, banhinho tomado e almoço reforçado depois de mais uma excelente voltinha na fininha.

E assim foi mais uma voltinha com o lema PEDALAR PARA DESCONTRAIR.



Sem comentários:

Enviar um comentário